Município da Guarda

Acesso Rápido
Linha Verde
Linha Verde Recados de Criança
BricoSolidário
A sua opinião conta
Recomendamos
Símbolo Acessibiliade
Este sítio foi preparado para ser acessível aos utilizadores com necessidades especiais.
Transpoortes Urbanos
Pacto de Autarcas
O Provedor de Justiça na Defesa do Cidadão

Comemorações dos 809 anos da atribuição do Foral

 

A Biblioteca Municipal Eduardo Lourenço e o Centro de Estudos Ibéricos

O Centro de Estudos Ibéricos é uma associação transfronteiriça sem fins lucrativos formada pela Câmara Municipal da Guarda, Universidade de Coimbra, Universidade de Salamanca e Instituto Politécnico da Guarda. A ideia partiu do Professor Eduardo Lourenço por ocasião das Comemorações do Oitavo Centenário da cidade da Guarda, a 27 de Novembro de 1999, tendo em vista a criação de um Centro de Estudos que contribuísse para um renovado conhecimento das diversas culturas da Península e para o estudo da Civilização Ibérica como um todo.

A ligação de Eduardo Lourenço ao Distrito e à cidade da Guarda em particular, onde passou parte da sua juventude e onde fez os seus estudos liceais é bem conhecida. Laços nunca quebrados, esta ligação reforçou-se nos últimos anos com a criação do Centro de Estudos Ibéricos, do qual é Director Honorífico.

Assim, foi entendimento da Câmara e da Assembleia Municipal da Guarda homenagear o grande vulto do pensamento português que é Eduardo Lourenço, associando o seu nome à Biblioteca Municipal. A nova Biblioteca Municipal Eduardo Lourenço faz parte do Programa “Rede de Bibliotecas Públicas” da Direcção Geral do Livro e das Bibliotecas. Situada num local nobre no coração da cidade - a Quinta do Alarcão – a Biblioteca assume-se como um elemento simbólico daquele tecido urbano, numa intervenção que transformou aquele espaço, outrora votado ao abandono, num verdadeiro parque cultural e de lazer, onde já estão implantados a Sede do Centro de Estudos Ibéricos – o antigo Solar da Quinta – e um Auditório ao Ar Livre.

A concepção destas três estruturas naquele espaço partiu do propósito inicial de criação de uma inovadora plataforma de intercâmbio entre as Bibliotecas da Universidade de Coimbra, da Universidade de Salamanca e do Instituto Politécnico da Guarda no âmbito do projecto de uma Rede Transfronteiriça de Bibliotecas. De realçar que, subjacente à ideia do Centro de Estudos Ibéricos, esteve, desde a primeira hora, o estabelecimento de uma complementaridade entre a Biblioteca Municipal da Guarda e a Biblioteca de Humanidades da Universidade de Salamanca, propósito que viria a ser alargado à Biblioteca da Universidade de Coimbra e à Biblioteca do Instituto Politécnico da Guarda, tornando-se desta forma uma biblioteca de cariz inter-universitário.

No passado dia 23 de Maio, dia em que comemorou 85 anos, o Professor Eduardo Lourenço doou ao Município da Guarda um valioso e raro acervo de cerca de 3000 obras da sua biblioteca particular - acto de grande valor cívico, generosidade e cultura - que constituirá um Fundo Documental Próprio, a instalar na Biblioteca Municipal Eduardo Lourenço. Este espólio juntar-se-á ao Fundo de mais de 100 mil volumes da actual Biblioteca Municipal, constituindo-se contudo como um todo independente, exposto ao público em espaço individualizado e com regulamentação específica por forma a melhor preservar a memória e o legado do Ensaísta.

A inauguração da Biblioteca Municipal Eduardo Lourenço terá lugar a 27 de Novembro de 2008, dia em que a Cidade comemora 809 anos.  

© 1997-2006 Câmara Municipal da Guarda - Produção: Dom Digital, Lda.