Município da Guarda

Imagem: Informação da versão beta

Município da Guarda

Guarda já alojou cerca de 100 refugiados ucranianos, até ao momento

Direitos sociais Habitação Mobilidade Segurança Cidadania e Participação Economia e Inovação Informações e Serviços Empresas
16/03/2022
leitura do texto

Desde o início da Crise na Ucrânia que o Município da Guarda já alojou no concelho cerca de 100 refugiados e está a ser feito todo um trabalho de integração a nível das escolas e da empregabilidade dos refugiados que chegam à Guarda através da Autoridade para as Condições do Trabalho, em estreita colaboração com o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, Segurança Social, ULS Guarda, IEFP. O objetivo é integrar o mais rapidamente possível estas famílias na comunidade, prestando todo o tipo de cuidados necessários.

Há também a destacar o trabalho de voluntários na organização dos bens doados diariamente, trabalho que está a ser feito no Centro Apostólico da Guarda. Tudo isto está a ser monitorizado pelo Gabinete de Apoio aos Refugiados Ucranianos, da Câmara da Guarda, criado a 28 de fevereiro, e em estreita colaboração com a secretaria de Estado da Internacionalização e do Alto Comissariado para as Migrações e com o apoio da Diocese da Guarda e de muitas outras entidades. Aqui, breve resumo do transporte e alojamento de Refugiados chegados à Guarda:

Dia 5 março partiu da Guarda um autocarro carregado de bens essenciais e com uma equipa de quatro motoristas, dois tradutores, um médico e uma enfermeira com destino a Varsóvia, na Polónia, para resgatar 43 refugiados.

Dia 9 de março chegaram à Guarda 43 pessoas de Varsóvia; ficaram alojados na Pousada da Juventude. Deste grupo, 12 pessoas ficaram na Guarda, entre as quais 4 crianças. As restantes foram realojadas junto de familiares ou amigos em Portugal, de norte a sul do país.

Dia 11 de março chegaram ao Centro Apostólico 35 pessoas, entre as quais 2 crianças, provenientes do primeiro Voo Humanitário que chegou a Lisboa a 10 de março.

Dia 14 de março chegaram à Guarda, provenientes de novo Voo Humanitário, 51 refugiados, na sua maioria jovens e crianças; ficaram alojados na Pousada da Juventude e no Centro Apostólico.

Imagem: Guarda já alojou cerca de 100 refugiados ucranianos, até ao momento