Município da Guarda

Imagem: Informação da versão beta

Município da Guarda

Concerto da Orquestra Clássica do Centro na Igreja da Misericódia

15/04/2015
leitura do texto

No domingo, 19 de abril,no âmbito das Comemorações do Dia Internacional dos Monumentos e Sítios, às 17h00, a Orquestra Clássica do Centro apresenta-se em concerto na Igreja da Misericórdia sob a direção do maestro David Wyn Lloyd e com a apresentação do ator Miguel Babo e a participação especial de alunos do Conservatório de Música de S. José da Guarda. No programa deste concerto vão estar obras de Felix Mendelssohn, W.A. Mozart, Alexandr Glazunov e António Vivaldi.

A Orquestra Clássica do Centro (OCC) apresentou-se pela primeira vez, enquanto orquestra profissional, em dezembro de 2001. Do seu historial destacam-se os concertos que tiveram lugar em monumentos arquitetónicos da cidade e concelho de Coimbra, no âmbito do projeto Mo(nu)mentos Musicais (2003) e o alargamento da sua atividade a câmaras e distritos mais diferenciados. Passou ainda a contar com o contributo solístico e de regência de notáveis figuras do nosso panorama musical, encontrando também meios para, pontualmente, produzir concertos com uma densidade tímbrica e orquestral sinfónica. Também tem vindo a multiplicar a atuação de formações de câmara (trios, quartetos e quintetos, entre outras), disponibilizando assim um leque variado de programas/repertórios, em função das circunstâncias/local dos eventos. Organizou concursos e conferências, para além das atividades exclusivamente concertísticas. O historial da OCC inclui diversas iniciativas realizadas sobre a temática da Guitarra como instrumento solista de orquestra. Os Encontros Internacionais da Guitarra, com o Patrocínio da Caixa Geral de Depósitos, iniciados em 2007, são a cabal prova disso. Em maio de 2014, deslocou-se a Cabo Verde, a convite do Ministro da Cultura de Cabo Verde Mário Lúcio de Sousa que declarou a Orquestra, além de “fundadora da Orquestra Nacional de Cabo Verde”, como sendo parte integrante desta, tendo ainda atribuído o título de “Maestro Honorário Vitalício da Orquestra Nacional de Cabo Verde ” ao maestro titular e diretor artístico da OCC David Lloyd. O concerto inaugural teve lugar na cidade da Praia, assinalando também o Dia Mundial da Diversidade Cultural. Por proposta do Ministro Mário Lúcio de Sousa, a OCC irá acolher em Coimbra o Centro de Transcrição da criação musical de Cabo Verde. Editou vários CD´s, dos quais se destacam “Cantar Coimbra 1 e 2” ou a Suite Sinfónica Aeminium do compositor José Firmino ou o CD “ Em Memória da Madrugada” com obras de Debussy, de Delius e de Marina Pikoul. Enquanto associação, a OCC tem ainda a responsabilidade de gestão cultural do Pavilhão Centro de Portugal (local da sede da OCC). Fomentar a cultura musical, dimensionar a vertente pedagógica e conferir apetência para ouvir e apreciar música erudita, têm sido e continuarão a ser os objetivos deste projeto. A Orquestra Clássica do Centro conta com o apoio Institucional da Câmara Municipal de Coimbra, e tem como Mecenas plurianuais a Caixa Geral de Depósitos e a EFAPEL. Tem ainda o apoio da Universidade de Coimbra, do IPC, do ISCAC, do Diário As Beiras, do Diário de Coimbra, além de empresas como a Critical Software, a ISA ou a ASCENDUM.

O maestro David Wyn Lloyd é doutorado pela Universidade de Sheffield, em Inglaterra, iniciou os seus estudos superiores em 1981, no Royal College of Music, Londres. Durante o período em que frequentou esta escola ganhou vários prémios para viola d'arco e música de câmara. Prosseguiu os seus estudos com Peter Schidlof, do Quarteto Amadeus, e participou em Masterclasses, na Cornualha. Tem tido uma carreira profissional intensa, tocando com as principais orquestras de Londres, colaborando em cinema e televisão e assinando várias gravações. David Loyd foi membro da BBC Symphony Orchestra durante quatro anos. Durante a sua estadia em Londres tocou com vários maestros, entre os quais Klaus Tennstedt, Christoph von Eschenbach, Bernard Haitink, Pierre Boulez, Sir John Pritchard, Vladimir Ashkenazy, Zubin Mehta, Günter Wand, Sir Simon Rattle, Guiseppe Sinopoli, Sir Andrew Davis, Sir Colin Davis, Gennady Rozhdestvensky, Alexander Lazarev e Essa Pekka Salonen, entre outros. Lloyd tocou em palcos de grande prestígio como o Albert Hall, Festival Hall, Barbican Centre (Londres), Berliner Philharmonie e Concertgebouw, Ópera (Paris), La Scala, Musikverein e Gewandhaus. É desde abril de 2012 o maestro titular e director artístico da Orquestra Clássica do Centro.Na sequência da deslocação da OCC a Cabo Verde, foi-lhe atribuído pelo Ministro da Cultura daquele país o título de “Maestro Honorário Vitalício da Orquestra Nacional de Cabo Verde”.

Iniciativa no âmbito das Comemorações do Dia Internacional dos Monumentos e Sítios organizadas pela Câmara Municipal da Guarda, a Direção Regional da Cultura do Centro e o Museu da Guarda com o apoio da Direção Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas | Arquivo Distrital da Guarda, do Instituto Politécnico da Guarda, da Ensiguarda - Escola Profissional, Samthiago Atelier |Conservação e Restauro, 10 56 Comunicação e Imagem, Jerónimo, Casa da Sé e Diocese da Guarda.

Este concerto é co-organizado pela Orquestra Clássica do Centro / BPI.

Imagem: Concerto da Orquestra Clássica do Centro na Igreja da Misericódia