Município da Guarda

Imagem: Informação da versão beta

Município da Guarda

Pintura em azulejo de José Freire e desenhos de João Jacinto no Paço da Cultura

28/05/2015
leitura do texto

No próximo dia 4 de junho, quinta-feira, pelas 18h00 serão inauguradas na Galeria do Paço da Cultura duas novas exposições: “Os Painéis de S. Vicente de Fora” com “Outra Arte” em azulejo alicatado, de José Freire e “O Ódio é Figurativo”, desenhos de João Jacinto. Ambas vão ficar patentes até 18 de julho no Paço da Cultura e podem ser visitadas de terça a sábado das 13h00 às 19h00. A entrada é livre.

José Freire é natural do Fundão, mas a sua residência artística é em Azeitão há já vários anos. Autodidata, expõe regularmente em Galerias e Salões.

Ao Paço da Cultura o autor traz uma réplica de uma pintura de referência datada do século XV e da autoria de Nuno Gonçalves: “Painéis de S. Vicente de Fora”, patente no Museu Nacional de arte antiga, em Lisboa.

A réplica que apresenta na Galeria do Paço tem de dimensões 3,50 por 1,40 metros e demorou cerca de um ano a ser executada. Trabalhada de uma forma singular (azulejo alicatado) e até hoje nunca reproduzida desta forma, o autor pretende afirmar a existência de outra técnica e contribuir para divulgar o conhecimento dos referidos Painéis.

João Jacinto vive e trabalha em Lisboa. É professor na Faculdade de Belas Artes de Lisboa desde 2001. Sobre desenhar, costuma dizer sempre aos alunos: “Às vezes aquilo que nós chamamos erro ou acidente ou parte mal desenhada, se é aceite e assimilada no fazer da página, transforma-se naquilo que de verdadeiramente surpreendente e interessante essa página de desenho tem.”

Sobre esta exposição, patente na Galeria do Paço, refere no catálogo: “Os desenhos não têm nenhum “assim” de serem feitos. Quem poderá acreditar que há um “assim” de os fazer?

Não é a esta ausência de um 'assim' que devemos a ansiedade que envolve o ato de desenhar? Mas há um 'assim' que se gosta de pensar ter sido o seu. Mas será que o foi? Em quantas, de tantas as vezes, a palavra diverge do pincel? O primeiro gesto divide-se entre esboçar no ar o súbito impulso rumo à abstração da forma, e pegar no papel. (…)”

Ambas as exposições são uma organização da Câmara Municipal da Guarda. De referir ainda que a exposição “O Ódio é Figurativo” de João Jacinto tem o apoio da Galeria Fernando Santos.

Imagem: Pintura em azulejo de José Freire e desenhos de João Jacinto no Paço da Cultura