Município da Guarda

Imagem: Informação da versão beta

Município da Guarda

OLANO investe 7,5 milhões de euros na Guarda

01/04/2016
leitura do texto

A multinacional OLANO anunciou ontem, dia 31 de março, o investimento de 7, 5 milhões de euros na cidade mais alta. Este investimento irá gerar mais 30 postos de trabalho diretos, pelo que até ao final de 2016 a empresa terá 210 funcionários a trabalhar na OLANO Guarda, sediada na Plataforma Logística.

A apresentação deste investimento decorreu na sede da empresa durante uma sessão de assinatura de contrato de concessão com a Câmara Municipal da Guarda. O contrato prevê a utilização exclusiva de uma rua da Plataforma Logística da Guarda.

Na mesma sessão, o presidente da Câmara, Álvaro Amaro, sublinhou a importância deste investimento para o desenvolvimento do território e para a criação de empego e frisou que «felizmente, na Guarda, há pessoas que se empenham e procuram o sucesso empresarial». O autarca disse também que nos últimos dois anos o município vendeu «mais de 30 lotes na Plataforma Logística» e tratou de captar novos investimentos. «No dia em que estiver isto tudo concluído, falamos de 249 postos de trabalho e de um investimento de 22,9 milhões de euros», em empresas que se instalaram e outras que ampliaram as suas instalações.

Recorde-se que a Câmara da Guarda fez alterações ao regulamento da Plataforma Logística, nomeadamente no preço dos lotes que baixaram o seu valor de 15 para 3,90 euros, tornando o espaço mais competitivo e também muito mais acessível às empesas que pretendem investir naquele espaço empresarial da cidade mais alta.

João Logrado, diretor da OLANO – Portugal, sublinhou ainda durante a sessão a importância geoestratégica da empresa da Guarda e a sua centralidade na Península Ibérica. «Um epicentro estratégico, estamos a 10 horas de caminho da sede da empresa em França». Esta é a maior empresa do grupo OLANO a laborar fora do país de origem, França, tanto em número de colaboradores, como em número de camiões e é a segunda maior ao nível da faturação e em número de lugares de armazenagem.

Imagem: OLANO investe 7,5 milhões de euros na Guarda