Município da Guarda

Imagem: Informação da versão beta

Município da Guarda

Município da Guarda assinala Dia da Europa

24/04/2018
leitura do texto

A Guarda, Candidata a Capital Europeia da Cultura 2027, associa-se à comemoração do Dia da Europa, 9 de maio, dia em que Schuman, o ministro dos Negócios Estrangeiros de França em 1950, profere a famosa 'Declaração de Schuman', discurso que passou a ser considerado o ponto de partida da criação das comunidades europeias e a base fundadora do que é hoje a União Europeia.

Com o propósito de relevar a importância desta data, o Município convidou para participar nas celebrações do Dia da Europa na Guarda, duas personalidades de prestígio, experiência e méritos reconhecidos em temas essenciais para a realização das capitais europeias da Cultura.

Neste sentido, será realizada na sala António de Almeida Santos, às 17h30, a Palestra 'Capitais Europeias da Cultura Pós-2020: Processo de seleção, desafios e oportunidades' que conta com a participação dos oradores Cristina Farinha, avaliadora externa do Programa Europa Criativa e Erasmus+ e membro do Júri de Seleção e Monitorização das Capitais Europeias da Cultura, para a Comissão Europeia e Alberto Martin Expósito, docente da Universidade de Salamanca e coordenador do programa de 'Salamanca 2002', capital europeia da Cultura.

Durante a iniciativa será interpretada a 9ª sinfonia de Beethoven, 'Hino da Europa', pela Orquestra e Coro do Conservatório de Música de S. José da Guarda. Antes, às 11h00, o Coro da Escola da Sé fará uma atuação na Câmara Municipal da Guarda.

Na sempre atual declaração histórica, Schuman realçou a necessidade de a Europa se reconstruir e desenvolver, baseada na inabalável defesa dos valores da paz, solidariedade, desenvolvimento económico e social e o equilíbrio regional. Hoje, esses valores continuam a ser os fundamentos e as referências em que assentam a construção e desenvolvimento do projeto europeu, sendo, por isso, evocados e celebrados em toda a União Europeia.

O Município da Guarda, empenhado na defesa desses valores e na prossecução dos grandes objectivos europeus que estes visam consubstanciar, em particular, no desenvolvimento social e económico da comunidade e região em que se insere, consciente que a valorização da diversidade e das potencialidades que a Guarda representa, constitui uma mais-valia e uma riqueza fundamentais para a qualidade de vida dos cidadãos e para a capacidade de competitividade à escala global, tomou a iniciativa de promover a sua candidatura a Capital Europeia da Cultura, enquadrando-a numa estratégia de desenvolvimento regional ambiciosa que visa desenvolver.

O título de Capital Europeia da Cultura já provou trazer benefícios a longo prazo, tanto a nível social como cultural.

Neste contexto, a celebração desta data na Guarda reveste-se de uma importância acrescida pois, a Capital Europeia da Cultura é uma das iniciativas mais ambiciosas do projecto europeu, na medida em que com esta visa promover e celebrar os valores europeus, a diversidade e o diálogo cultural europeu, sendo, também, reconhecida como uma excelente oportunidade para proporcionar, de forma mais eficaz e profícua, uma nova vida social e cultural aos seus cidadãos.

Imagem: Município da Guarda assinala Dia da Europa