Município da Guarda

Imagem: Informação da versão beta

Município da Guarda

Prémio Eduardo Lourenço 2018 entregue a Basílio Losada a 7 de setembro

28/08/2018
leitura do texto

O Prémio Eduardo Lourenço 2018 será entregue no próximo dia 7 de setembro, sexta-feira, a Basilio Losada, numa sessão marcada para as 17h30, na Sala Tempo e Poesia da Biblioteca Municipal Eduardo Lourenço. A sessão contará com a presença do galardoado, do professor Eduardo Lourenço - diretor honorífico do Centro de Estudos Ibéricos - e dos membros da Direção do CEI: presidente da Câmara Municipal da Guarda, reitor da Universidade de Coimbra, reitor da Universidade de Salamanca e presidente do Instituto Politécnico da Guarda.

O elogio ao premiado estará a cargo de Prof. Jordi Cerdà, catedrático da Universidade de Barcelona. O Júri reconheceu o mérito de Basilio Losada como filólogo e investigador da língua e cultura galega e portuguesa, que reúne na sua biografia uma característica que o singulariza no contexto das relações e estudos de natureza ibérica: é natural da Galiza e estudioso da sua cultura e literatura e foi o primeiro catedrático de Filologia Galega e Portuguesa na Universidade de Barcelona, onde desenvolveu a sua vida profissional. Realizou a sua monumental obra como tradutor tendo como base as línguas portuguesa e espanhola: traduziu mais de 150 livros de autores franceses, portugueses e brasileiros como Jorge Amado, Clarice Lispector, Rubem Fonseca, José Saramago, José Cardoso Pires e Rosalía de Castro entre outros.

Pelo seu trabalho como académico e como divulgador das culturas lusófonas em Espanha recebeu, entre outros galardões, o Premio Nacional de Traducción, a Creu de Sant Jordi (a maior condecoração da Generalitat da Catalunha), a Comenda da Ordem do Infante D. Henrique (Portugal), a Ordem do Cruzeiro do Sul (Brasil) e a Medalla Castelao (Xunta de Galicia).

Reformou-se da cátedra no ano 2000 e, com 70 anos publicou seu primeiro romance, La peregrina, passado na Idade Média, período de que é grande especialista.

O seu trabalho continua a ser uma referência para várias gerações de iberistas em todos os territórios culturais que abarcam a sua obra gigantesca: Espanha, Galiza, Catalunha, Portugal e Brasil. Ainda hoje, octogenário, Basilio Losada continua a publicar e a traduzir autores lusófonos.

Destinado a galardoar personalidades ou instituições com intervenção relevante no âmbito da cultura e cooperação ibéricas, o Prémio, no montante de 7.500,00€ (sete mil e quinhentos euros), foi atribuído por um júri constituído pelos membros da Direção do Centro de Estudos Ibéricos, membros das Comissões Científica e Executiva do CEI e por mais quatro personalidades convidadas: Fernando Paulouro das Neves (jornalista e escritor, galardoado com o PEL 2017) e Raquel Freire (investigadora do Centro de Estudos Sociais e Prof.ª Associada com Agregação de Relações Internacionais da Faculdade de Economia da UC), indicados pela Universidade de Coimbra, e Sonsoles Sánchez-Reyes Peñamaría (Prof. do Dep. de Filología Inglesa da Escola Universitária de Educação e Turismo de Ávila) e Soledad Murillo de la Vega (Prof.ª Titular na Fac.de Ciências Sociais da USAL) indicados pela Universidade de Salamanca.

Personalidades de relevo de Portugal e Espanha já foram galardoadas nas anteriores edições: Maria Helena da Rocha Pereira, Professora Catedrática de Cultura Greco-Latina (2004), Agustín Remesal, Jornalista (2006), Maria João Pires, Pianista (2007), Ángel Campos Pámpano, Poeta (2008), Jorge Figueiredo Dias, Professor Catedrático de Direito Penal (2009), César António Molina, Escritor (2010), Mia Couto, Escritor (2011), José María Martín Patino, Teólogo (2012), Jerónimo Pizarro, Professor e Investigador (2013), Antonio Sáez Delgado Professor e Investigador (2014), Agustina Bessa- Luís, escritora (2015), Luis Sepúlveda, escritor (2016) e Fernando Paulouro Neves, jornalista e escritor (2017).

Imagem: Prémio Eduardo Lourenço 2018 entregue a Basílio Losada a 7 de setembro