Município da Guarda

Imagem: Informação da versão beta

Município da Guarda

Obras de despoluição dos rios Noéme e Diz iniciam-se na próxima semana

04/10/2018
leitura do texto

Tem início já na próxima semana a primeira fase das obras de despoluição dos rios Noéme e Diz. O anúncio foi feito pelo presidente da Câmara da Guarda, Álvaro Amaro, logo após a apresentação dos projetos, que decorreu ontem, 3 de outubro, no Auditório da Divisão de Ambiente, Equipamentos e Infraestruturas do Municipio da Guarda. Com um investimento na ordem do milhão de euros, o projeto vem na sequência do plano de obras de reabilitação e valorização dos ecossistemas ribeirinhos, após os incêndios de 2017.

Nas palavras do autarca, trata-se de «uma verdadeira revolução, ainda que tranquila, em termos do bem-estar, em termos de melhor qualidade de vida, porquanto se inicia aqui o trabalho que eu, há dois anos, disse que era uma cruzada minha: despoluir os rios Diz e Noéme».

Estas intervenções seguem uma estratégia de desenvolvimento sustentável, através da implementação de soluções de engenharia natural com a aplicação de técnicas mais próximas da Natureza. Recuperar as infraestruturas e açudes, estabilizar margens e reforçar a galeria ripícola são algumas das ações a executar.

Nesta primeira fase de obra, serão realizadas empreitadas florestais e de reabilitação da galeria ribeirinha, possibilitando a criação de um trilho ecológico de manutenção, ao longo do rio Noéme, para permitir a valorização' do espaço.

Pedro Teiga, engenheiro ambiental, investigador e coordenador nacional do projeto Rios e responsável técnico da intervenção, referiu na apresentação que serão quilómetros de intervenção. «Ao longo do Noéme é praticamente todo o rio, mas, depois, inclui outras ribeiras, como a Ribeira das Cabras, pontos no rio Diz e pontos ao longo do curso de água, onde chegam uma parte das cinzas e dos problemas de erosão» que têm origem devido aos incêndios.

As obras são financiadas pelo Fundo Ambiental no âmbito do Protocolo assinado entre o Município da Guarda e a Agência Portuguesa do Ambiente, em maio passado.

Imagem: Obras de despoluição dos rios Noéme e Diz iniciam-se na próxima semana