Município da Guarda

Imagem: Informação da versão beta

Município da Guarda

Guarda: Dia do Ambiente com Bandeira Azul e mais um passo para a Despoluição do Noéme

31/05/2019
leitura do texto

Na Guarda, o Dia Mundial do Ambiente, 5 de junho, será celebrado com o hastear da Bandeira Azul na praia Fluvial de Valhelhas e com as inaugurações do Reservatório da Castanheira e da remodelação da ETAR do Torrão, esta última especialmente importante no quadro da despoluição do rio Noéme. Iniciativas que vão contar com a presença do secretário de Estado do Ambiente, João Ataíde.

O programa comemorativo inicia-se as 15h00 com a inauguração do Reservatório de Água da Castanheira, obra da responsabilidade da Empresa Águas do Vale do Tejo, num investimento de perto de 400 mil euros. O Reservatório Elevado da Castanheira permitirá melhorar o abastecimento de água potável às localidades de Castanheira, Rabaça e Porto Mourisco. A infraestrutura é composta por uma célula de 250 m3, suspensa a 22 metros num fuste com 5 metros de largura e com uma altura de 33 metros.

Segue-se, às 15h45, já na Guarda, a inauguração da obra da Remodelação e ampliação da ETAR do Torrão, a obra é igualmente da responsabilidade da Empresa Águas do Vale do Tejo e irá servir parte da cidade da Guarda e também a freguesia de Vale de Estrela. A obra corresponde a um investimento na ordem dos 1,3 milhões de euros, valor cofinanciado em 85% pelo POSEUR. A intervenção nesta nova ETAR vem reforçar a capacidade de tratamento da instalação de 4.000 para 10.000 habitantes-equivalentes. O nível de tratamento da ETAR passa também a ser terciário, assegurando a remoção de nutrientes (azoto e fósforo), de modo a assegurar as exigências de descarga mais restritivas que resultaram da alteração da classificação do meio recetor, o rio Noemi, curso de água afluente do rio Côa, na bacia hidrográfica do rio Douro, agora classificada como zona sensível.

Para o final da tarde, às 17h30, e já em Valhelhas, proceder-se-á ao hastear da Bandeira Azul na praia fluvial da localidade. Trata-se da primeira bandeira azul a ser hasteada no Interior do país nesta época balnear. A escolha de Valhelhas para esta cerimónia deveu-se, segundo a Associação Bandeira Azul, principalmente ao facto de Valhelhas ser bandeira azul há 11 anos; de preencher todos os requisitos para a atribuição para a qualidade da água e não só (Educação Ambiental e a Gestão Ambiental do município em questão); o impacto ambiental mas também social, que a consecução dos objetivos exigidos para que seja possível ter a Bandeira Azul hasteada; e ainda pelos resultados do enorme esforço que tem vindo a ser efetuado, em grande parte pelo empenhamento das autarquias, nas melhorias dos sistemas de saneamento, tanto na coleta e tratamento adequado de águas residuais, como no que diz respeito à correta gestão de resíduos.

Imagem: Guarda: Dia do Ambiente com Bandeira Azul e mais um passo para a Despoluição do Noéme