Município da Guarda

Imagem: Informação da versão beta

Município da Guarda

​Carlos Reis vence Prémio Eduardo Lourenço 2019

14/06/2019
leitura do texto
O Júri da 15ª Edição do Prémio Eduardo Lourenço, reunido no dia 14 de junho de 2019, na sede do Centro de Estudos Ibéricos (CEI), na Guarda, decidiu, por consenso, atribuir o Prémio a Carlos Reis.

O Júri reconheceu o mérito de Carlos Reis como investigador e professor universitário e a sua trajectória que objectiva um trabalho de cooperação entre os âmbitos académicos e culturais de Portugal e Espanha, cuja aproximação substanciada e crítica, sempre o mobilizou e fomentou como responsável de diferentes instituições e organismos públicos, contribuindo a um intercâmbio cultural de alto valor ibérico. Referente dos estudos de Eça de Queirós e José Saramago, para além dos estudos literários e da teoria literária, a sua obra tem uma ampla repercussão em Espanha, na Europa, no Brasil e Estados Unidos.

Especializado em Literatura Portuguesa dos séculos XIX e XX e em Teoria da Narrativa, publicou sobre esta área vários livros de prestígio internacional e assinou dezenas de artigos em revistas universitárias. Publicou, entre outras, as obras seguintes: Textos Teóricos do Neo-Realismo; Estatuto e perspectivas do narrador na ficção de Eça de Queirós; O Discurso Ideológico do Neo-Realismo Português; Dicionário da Narratologia (em colaboração com Ana Cristina M. Lopes); Para una semiótica de la ideologia (tradução parcial de O discurso ideológico do Neo-Realismo Português); A Construção da Narrativa Queirosiana. O Espólio de Eça de Queirós (em colaboração com Maria do Rosário Milheiro) e coordena a História Crítica da Literatura Portuguesa e a Edição Crítica da obra de Eça de Queirós.

O galardão instituído pelo CEI destina-se a premiar personalidades ou instituições com intervenção relevante no âmbito da cultura, cidadania e cooperação ibéricas.

Trata-se de um Prémio no montante de 7.500,00€ (sete mil e quinhentos euros), atribuído pelo júri constituído por membros da Direção do CEI (Presidente da Câmara Municipal da Guarda, Reitor da Universidade de Coimbra e Reitor da Universidade de Salamanca) membros das Comissões Científica e Executiva do CEI e por mais quatro personalidades convidadas: Emílio Rui Vilar e Rui Vieira Nery, indicados pela Universidade de Coimbra, e Mª Ángeles Pérez López e Lucía Rodil, indicadas pela Universidade de Salamanca.

Personalidades de relevo de Portugal e Espanha já foram galardoadas nas anteriores edições: Maria Helena da Rocha Pereira, Professora Catedrática de Cultura Greco-Latina (2004), Agustín Remesal, Jornalista (2006), Maria João Pires, Pianista (2007), Ángel Campos Pámpano, Poeta (2008), Jorge Figueiredo Dias, Professor Catedrático de Direito Penal (2009), César António Molina, Escritor (2010), Mia Couto, Escritor (2011), José María Martín Patino, Teólogo (2012), Jerónimo Pizarro, Professor e Investigador (2013), Antonio Sáez Delgado, Professor e Investigador (2014), Agustina Bessa-Luís, Escritora (2015), Luis Sepúlveda, Escritor (2016), Fernando Paulouro das Neves, Escritor e Jornalista (2017), e Basilio Lousada Castro, Escritor (2018).

Imagem: ​Carlos Reis vence Prémio Eduardo Lourenço 2019